terça-feira, 6 de março de 2012

Durante o verão roupas apertadas podem causar problemas na região íntima



Cuidar da higiene íntima no calor exige maior atenção das mulheres. As altas temperaturas aumentam a transpiração, fazendo com que a região fique mais quente e úmida. Os resultados são o aumento de bactérias e o conseqüente o risco de infecções vaginais.

O ginecologista e obstetra do Hospital Fêmina, em Porto Alegre, ligado ao Ministério da Saúde, Jorge Hartmann, explica como a transpiração pode interferir na higiene íntima da mulher. ”A transpiração é um fator de facilitação da proliferação de bactérias agressivas que, por ventura, a paciente tenha nessa região. Não das bactérias, dos bacilos próprios dela de defesa. A gente está falando em vaginites, vulva vaginite, como a gente chama também.”

O ginecologista afirma que, nesse período mais quente do ano, o recomendado é lavar a região íntima pelo menos duas vezes por dia, além de evitar o uso de roupas apertadas. ”Uma boa forma de a mulher se sentir confortável na sua região genital é ter ela limpa e esse limpo significa higienizada, lavada, talvez, duas vezes por dia com água corrente e um sabonete neutro. De preferência com roupa íntima de algodão e não lycra porque o algodão deixa o ar transitar. E a roupa externa, a calça jeans, o short, folgado o suficiente para que não crie uma zona mais aquecida do que o resto do corpo.”

Segundo o especialista, o mais importante é garantir que a região íntima da mulher não fique úmida. Isso evita a proliferação de bactérias e possíveis doenças.

Fonte

_________________________________


APROVEITEM E PARTICIPEM DO SORTEIO QUE ESTA ROLANDO LÁ NO MEU BLOG

Um comentário:

  1. parabéns por falar sobre algo tão sério !
    boas dicas, otimo post

    ResponderExcluir

Obrigada , por sua visita, já fico feliz, de receber você por aqui, sinal que algo no Mixturicos da Lê , chamou sua tenção , te agradou, então, deixe seu comentário , sobre o seu ponto de vista , dê sua opinião.
UM beijâozão á todos (as).

Google Analytics Alternative